A sedução da complexidade

Comprimido

http://www.comprimido.pt

Sushi

Olá a todos.

Hoje vamos falar de sedução (mas sem imagens e videos impróprios para consumo em horário de expediente).

Quando pegamos numa câmara, quer queiramos quer não, estamos a imprimir a nossa visão do mundo. A dar a nossa perspectiva. E é na montagem, principalmente, que deixamos essa marca bem vincada.

No entanto, como em qualquer processo criativo e artístico, a sedução da complexidade é muito grande. O que quero dizer com isto é que existe uma tendência para complicar aquilo que é, na sua simplicidade, naturalmente belo. O video não é excepção.

É uma montagem “limpa” e cuidada que muitas vezes faz a diferença. Este é um dos grandes desafios para quem faz video: como resistir a uma multiplicidade de efeitos e artifícios, que às vezes mais se assemelham a uma feira popular, e que raramente dão ao video um aspecto profissional. É neste ponto que muitas pessoas que se iniciam no video (e mesmo alguns profissionais) pecam. Porquê? Porque a sofisticação atinge-se através da simplicidade, da essência, e ao contrário do que possa parecer, requer algum amadurecimento e treino.

No fundo, dominar uma ferramenta não é usá-la sem critério para esconder as imperfeições. É saber quando usá-la, onde e como. É dar uma pincelada. É acrescentar uma pitada. É ter sensibilidade.

Grandes artistas (pintores, músicos, cozinheiros..) fizeram este percurso. Primeiro, dominaram as ferramentas. Depois, aprenderam a usá-las com elegância. Às vezes parece tudo simples demais, tão fácil. Mas será que é tão fácil como parece? Fica o desafio. 🙂

O video é como o Sushi. O segredo está no “corte”. É ele que revela o sabor do peixe e é ele que, no video, revela a essência das imagens.

Um corte limpo. Simples. Sensível.
Saber usá-lo é saber senti-lo.

Até para à próxima!
Ricardo Constantino

fonte:
http://www.shortfuse.pt

Comprimido

http://www.comprimido.pt

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You might also likeclose