Entenda por que a automação de marketing é essencial para a sua estratégia de conteúdo

Comprimido

http://www.comprimido.pt

Você já sabe a importância do marketing de conteúdo e da automação de marketing. Mas você entende como unir essas estratégias para trazer resultados? Confira!

Independente do segmento ou tamanho do seu negócio, ter uma presença online e uma estratégia de marketing digital bem estruturada já não é mais uma opção.

E, quando estamos falando sobre marketing digital, é quase impossível não pensar em automação de marketing, que é ainda mais fundamental para quem pretende gerar leads e oportunidades de negócio na internet.

Mas qual é a relação disso com minha estratégia de conteúdo? Como alinhar essas duas frentes para ter mais resultados?

Continue a leitura abaixo para tirar essas e outras dúvidas sobre o assunto!

Afinal, o que é automação de marketing?

Para entender de vez o que é automação de marketing, considere a seguinte analogia:

Suas páginas na internet são como pequenas lojas em um grande shopping. As pessoas entram na loja atraídas pela sua vitrine (que podem ser vistas aqui como o título da sua página e a sua meta description) e ficam lá durante um certo tempo.

Até aí, tudo bem. Mas aí surgem dois desafios: fazer com que as pessoas comprem algo e garantir com que todas elas sejam devidamente atendidas — afinal, você não pode atender os visitantes de uma página um a um, não é mesmo?

Bom, a automação de marketing nada mais é do que o conjunto de softwares e sistemas que vão te ajudar a transformar seus visitantes em leads e a trabalhá-los de forma estratégica (e automatizada) até que eles se tornem clientes de fato.

Pense na automação como uma atendente da sua loja que consegue atender a todo mundo ao mesmo tempo e de forma personalizada, otimizando (e muito!) seus esforços em marketing.

Mas o que o conteúdo tem a ver com isso?

Ainda considerando a automação de marketing como a super atendente da sua loja, tente pensar no melhor atendimento que você já teve ao comprar algo.

Na maioria das vezes, o que realmente diferencia um bom vendedor de outro qualquer é o quanto ele realmente entende suas necessidades e, mais importante, o quanto ele consegue relacioná-las ao produto que está vendendo.

No cenário digital, a automação de marketing só consegue oferecer esse tipo de atendimento com a ajuda do conteúdo, que vai servir como insumo educativo de apoio na jornada de compras de sua persona. Em linhas gerais, você pode considerar que a automação é o carro e o conteúdo é o combustível.

Como isso funciona na prática?

Essa é uma pergunta difícil pois existem inúmeros cenários e aplicações da automação de marketing. Mas, para você entender o potencial disso tudo, utilizaremos um cenário básico de uso.

O momento de conversão

A automação de marketing começa a partir do momento em que você converte um contato: antes dessa conversão, um visitante não é nada mais do que um endereço de IP no seu site ou no seu blog. E sejamos sinceros: é muito difícil conversar com alguém que você não sabe nada sobre, certo?

Bom, uma conversão é basicamente todo momento em que você pede uma informação de um visitante em troca de algo de valor para ele, e isso pode ocorrer de diversas formas.

Você pode colocar uma caixa de newsletter no seu blog, por exemplo.

Ou então colocar um pop-up com uma oferta imperdível:

Com o uso de um conteúdo bem orientado para a sua persona, você também pode usar landing pages, que são páginas de conversão com formulários específicos para gerar leads qualificados:

A parte legal de usar conteúdo e landing pages é que você pode perguntar coisas que sua empresa precisa saber sobre esses contatos para entender se seu produto ou serviço pode realmente ajudá-los.

Depois da conversão: onde a mágica acontece

Você colocou vários pontos de conversão estratégicos em seu site e blog, disponibilizou vários e-books e materiais ricos em landing pages e agora tem um monte de contatos.

E agora?

O momento pós-conversão é onde a mágica da automação de marketing realmente acontece: agora que você já tem os dados desses leads, é hora de nutri-los!

A chamada nutrição de leads é o processo no qual você vai educar ainda mais seus contatos e assim reforçar seu relacionamento com eles.

Nessa nutrição, o seu insumo (ou alimento) educativo é justamente o que? Seu conteúdo!

Uma boa ferramenta de automação permite que você utilize fluxos de nutrição automáticos para fornecer mais conteúdos para o seu contato e de forma personalizada. E digo de forma personalizada pois é possível criar um fluxo para diferentes grupos de contatos que você tiver, dependendo das informações que você possui.

Por exemplo: se você perguntou em um formulário se seu contato prefere bolos de chocolate ou de baunilha, você pode criar um fluxo diferente para cada um deles com base na resposta fornecida. O grande segredo da automação é, portanto, saber exatamente o que perguntar para seus leads e construir a partir disso uma boa segmentação.

Automação para muito mais do que nutrição de leads

Se estamos considerando automação de marketing como tudo aquilo que simplifica e automatiza sua estratégia, vale notar que as possibilidades vão muito além da segmentação, qualificação e nutrição de leads!

De email marketing a chat bots, o que não faltam são ferramentas para automatizar seu processo e ajudar você a gerar leads mais qualificados.

As possibilidades são infinitas e o desafio, portanto, é entender quais delas vão realmente simplificar seus processos.

A partir de qual momento eu preciso pensar nisso?

A resposta mais simples é depende.

Você pode começar uma estratégia de automação a qualquer momento mas, para garantir um melhor retorno do investimento, é preciso entender a maturidade e o seu momento no marketing digital.

Para quem usa a metodologia de conteúdo da Rock Content, o estágio 2 registra o momento em que você precisa começar a pensar nisso: quando seu blog já está no ar e equipado com mecanismo de capturas de email, logo logo será necessário contar com uma ferramenta para gerir melhor seus contatos e nutri-los de forma estratégica.

No estágio 3 — conhecido como máquina de leads —, a automação de marketing já é indispensável. Afinal, é aqui que você vai trabalhar com um volume de contatos e vai precisar de uma mãozinha para entender quais deles realmente estão qualificados e aptos e se tornarem clientes.

Por mais que a automação sirva para simplificar seus processos, é preciso ter em mente que montar uma boa estratégia demanda tempo e dinheiro: não adianta nada criar um fluxo de nutrição e deixá-lo para lá.

Bons resultados são provenientes de uma rotina de monitoramento, análise e otimização. Portanto, antes de embarcar nessa, tenha em mente que será preciso investir em ferramentas e ter braço para geri-las estrategicamente.

Comprimido

http://www.comprimido.pt

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

You might also likeclose