5 dicas para escreveres conteúdo de marketing

Existem imensas fórmulas para escrever um copy. Uma das mais conhecidas é a AIDA (Atenção, Interesse, Desejo e Ação). Ou seja, um copy persuasivo deve chamar, em primeiro lugar, a atenção do leitor, suscitar-lhe interesse no que estamos a vender (seja um serviço, produto, ideia…), criar no leitor o desejo de possuir o que está a ser vendido e por fim, apelar à ação.

Mas as 5 dicas que vamos abordar hoje é a chamada fórmula dos 5 C’s (Clear, Concise, Compelling, Credible and Call to Action). Em português falamos de uma fórmula que apela à clareza, à concisão, à atração, à credibilidade e à chamada de atenção.

Clareza (Clear)

A escrita deve ser clara para todos os que a leiam e não apenas para quem a escreve, o cliente, o diretor de marketing ou o gestor de produto. Palavras pequenas e frases curtas, parágrafos e secções. Isto ajuda a que o teu conteúdo se torne mais fácil de ser lido. É importante perceber que para uma escrita clara, é necessário um pensamento claro e estruturado do que queremos comunicar.

Concisão (Concise)

Primeiro é importante perceber que conciso e breve não são sinónimos. Ser conciso é contar a história toda com o menor número de palavras. Isto obriga-nos a discernir sobre o que são redundâncias, bengalas, “palha”, entre outras informações que não acrescentam ao conteúdo.

Atração (Compelling)

É fulcral que o conteúdo seja, além de claro e conciso, interessante, engajador e informativo. Se não cumprir com estes critérios, não conseguimos garantir que o leitor o vai ler até ao fim. Um dos maiores motivos que justificam o porquê de muitos copys não serem atrativos, é porque o seu conteúdo atrai o marketeer e não o público alvo. O leitor por norma interessa-se mais pelos seus próprios problemas, necessidades, medos, preocupações, desafios, interesses e desejos.

Credibilidade (Credible)

Vivemos numa era cética. Os teus clientes potenciais estão habituados a duvidar do que dizes pelo simples facto de estares a tentar vender-lhes algo. Embora duvidem de vendedores, dão credibilidade aos especialistas de uma área ou indústria. Podes, assim, ultrapassar as suas dúvidas se te estabeleceres ou à tua organização como um prezado líder de mercado. Publica muito conteúdo informativo e educativo, de fontes credíveis, artigos, etc. Os formatos editoriais são perfeitos para passar esta credibilidade. Outra forma de adquirir credibilidade é oferecer o retorno do dinheiro em caso de insatisfação, e ser rápido a fazer a devolução. Um serviço de apoio ao cliente rude, lento ou incompetente rapidamente destrói a confiança numa marca.

Chamar à ação (Call To Action – CTA)

Um CTA diz ao leitor que ação deve tomar e como. Podem aparecer ao longo do conteúdo, ou evidenciados separadamente. Exemplos de CTAs comuns:

  • Download e-book gratuito
  • Registar para um webinar
  • Adquirir uma password para aceder a conteúdo protegido
  • Comprar um produto online
  • Subscrever uma newsletter online

Font: https://www.entrepreneur.com/article/345577

www.comprimido.pt

"Onde Quando e Como eu Quiser"

subscreve ✅ http://bit.ly/ONDEQUANDOCOMO

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *