Tudo sobre o “Onde Quando e Como eu Quiser”​

Comprimido

http://www.comprimido.pt

Certamente já encontrou algum vídeo do OQCQ nas redes sociais e deve-se ter questionado do que seria este novo projeto e porque envolve tantas caras conhecidas. Onde Quando e Como eu Quiser (OQCQ)

Tendo como mote a transformação digital, este projeto saiu porta fora e ganhou uma dimensão considerável. Conta agora com mais de 70 entrevistas, feitas a personalidades das áreas da Publicidade, Marketing, Televisão, Filosofia, Política, Jornalismo, Gestão, Economia, Estudos de Mercado, entre outras… Se ainda não viu todos os vídeos, poderá revê-los online, pois este projecto encontra-se disponível em vários formatos e em diversas plataformas, desde das redes sociais ao microsite.

Qual o objetivo deste projeto?

Já dizia Luís de Camões, “mudam se os tempos, mudam-se as vontades” e é isso mesmo que acontece, vivemos hoje uma revolução a nível digital impressionante. Encontramos novos modelos de negócio, novas formas de comunicar e novos consumidores que originam diferentes necessidades. É nesse sentido que surgiu o projeto OQCQ, sobretudo, para trazer à discussão as repercussões da transformação digital nas mais diversas componentes do desenvolvimento da sociedade.

Quais os temas abordados?

Mais de 70 personalidades deparam-se com a pergunta “A televisão morreu?” e daí surge um momento de reflexão, onde entram temas como o início da internet em Portugal, os media tradicionais, o jornalismo, a educação, a democracia, não esquecendo o futuro da sociedade digital. Vive-se em Portugal uma clara transformação digital e é necessário que as empresas estejam a par dessas mudanças, nestes vídeos encontrará as opiniões de quem conhece este mundo como ninguém.

Como será o futuro digital?

Na transformação digital são tantas as premissas e os paradigmas que não existe uma resposta certa ou errada. Este projeto audiovisual mostra claramente as diferentes opiniões nesta matéria, com a resposta consensual de que os consumidores de vídeo estão cá para ficar. É, por isso, importante que os media tradicionais se adaptem a estes novos paradigmas, para não ficarem para trás.

Afinal, como podemos lidar com esta geração Z, que já nasceu na era da internet e não sabe viver sem ela. São estes desafios que enfrentamos hoje em dia e vemos que como o futuro digital é, afinal de contas, o dia de hoje.

É possível diminuir a iliteracia digital?

Apesar de toda a transformação digital vigente, deparamo-nos que há ainda muitas empresas que não estão preparadas para essas mudanças. Nesse sentido, é fundamental um investimento tanto na educação como na formação dos profissionais destas empresas. Sendo que o ideal é que se comece a mudar paradigmas e implementar novas práticas, até porque hoje em dia a internet é uma excelente forma de atrair novos clientes, através de práticas de marketing digital.

Onde Quando e Como eu Quiser

No fundo, é importante refletirmos sobre o tipo de valores, conceitos ou crenças que esta nova geração está a construir, sobretudo influenciado pelo conteúdo vídeo que consome.

No Spotify:

obrigado!

João Pico

Comprimido

http://www.comprimido.pt

Powered by WP Bannerize

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

You might also likeclose