Vine: a versão web de 6′ dos tradicionais 30′ da publicidade?

Há pouco escrevemos sobre o casamento do ano de 2013: redes sociais + webvideomarketing. E relacionando estes dois universos, está se alastrando pelos smartphones da Apple um conceito inovador, chamado Vine, criado pelos mesmos idealizadores do Twitter.

Se o Instragr.am tencionava ser a app de imagens do dia-a-dia, o Vine tenciona ser a app das imagens em movimento do dia-a-dia.

Os vídeos do Vine, de 6 segundos, podem ser compartilhados por intermédio da própria aplicação ou do Twitter e Facebook. Com isso, mentes criativas e criadoras de todo o mundo conseguem combinar de forma inédita entretenimento, diversão e, por quê não, marcas.

Dentre as possibilidades para as marcas, destacamos:

1. Grande utilidade na hora de lançar novos produtos.

2. A possibilidade de mostrar os bastidores de empresas, eventos e situações especiais em movimento e em tempo – quase – real.

3. Teasers de campanhas com URL para mais informações.

4. Possibilitar aos clientes e prospects propor questões interessantes sobre produtos ou serviços. E, claro, às marcas respondê-las atribuindo um “rosto” ao seu relacionamento e não apenas um community manager por trás de uma resposta corporativa padrão, disfarçada por um bom copywriting…

5. Chamar a atenção para um post em blog ou site de empresa.

6. Tornar as marcas visualizáveis e interativas.

… E inúmeras outras que a criatividade vai desvendar. Algumas marcas já estão utilizando o Vine, como reportou recentemente o Mashable.

Será que os 6 segundos de vídeo propostos pelo Vine virão a ser para a Internet o que os velhos 30 segundos são para a TV? Seja qual for a resposta, o fato aqui é que falamos de um novo formato de videomarketing… Portanto, é bom abrir o olho e começar a usar!

There is 1 comment for this article
  1. Pingback: Infográfico: 75% dos jornalistas querem vídeo nos Press Releases. E agora, RP? | RPWW

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *